Alemã Infineon vê escassez de chips se estendendo até 2022

·1 min de leitura

Por Supantha Mukherjee

ESTOCOLMO, (Reuters) - A fabricante alemã de chips Infineon disse que espera que a escassez global de semicondutores permaneça em 2022, após divulgar um aumento de 10% na receita do quarto trimestre com a crescente demanda por chips.

A Infineon, que obtém cerca de 40% das vendas do setor automotivo, também estimou receita de 3 bilhões de euros para o seu primeiro trimestre fiscal, superando os 2,97 bilhões de euros esperados em pesquisa com 19 analistas da Vara Research.

"A demanda está superando de longe a oferta", disse o presidente-executivo da companhia, Reinhard Ploss, a analistas. "A oferta deve alcançar a demanda em algum momento, mas não vemos isso acontecendo em uma escala mais ampla em 2022", disse.

A empresa também está investindo pesado para expandir suas capacidades de fabricação de silício, bem como de semicondutores compostos de carboneto de silício e nitreto de gálio.

No mês passado, a fabricante de chips com sede em Munique disse que iria investir cerca de 2,4 bilhões de euros (2,8 bilhões de dólares) em 2022, ante cerca de 1,6 bilhão neste ano.

A receita da Infineon subiu para 3 bilhões de euros (3,47 bilhões de dólares), acima das expectativas de 2,93 bilhões, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

A Infineon prevê uma receita em 2022 entre 12,2 bilhões e 13,2 bilhões de euros, em linha com as expectativas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos