Alemanha adota tratamento feito por Trump para neutralizar ação de coronavírus

Extra
·1 minuto de leitura

RIO — Embora tenham adotado abordagens completamente diferentes no combate à pandemia da Covid-19, a chanceler federal alemã Angela Merkel decidiu implementar em seu país um tratamento experimentar à base de anticorpos feito por Donald Trump quando ele foi infectado, em outubro do ano passado.

A Alemanha comprou 200 mil doses de medicamentos de anticorpos monoclonais por US$ 487 milhões e, na próxima semana, será o primeiro país da União Europeia implementá-los em seu programa de saúde.

Os anticorpos, que atuam no sistema imune, se ligam às estruturas do vírus Sars-CoV-2, como a proteína S, que levam a doença às celulas humanas. O vírus, assim, pode ser neutralizado. Esta técnica seria eficiente sobretudo nos estágios iniciais da doença.

Trump recebeu um tratamento experimental com esta técnica da farmacêutica Regeneron em outubro, e ficou tão impressionado que disse que planejou disponibilizá-la gratuitamente para os americanos, o que acabou não ocorrendo, segundo a Bloomberg. No entanto, pelo menos algumas das doses encomendadas pela Alemanha serão produzidas pela mesma empresa.