Alemanha conclui retirada militar do Afeganistão

·1 minuto de leitura
(2019) Soldados alemães no Afeganistão

A Alemanha concluiu a retirada de suas tropas do Afeganistão, que começou em maio, anunciou o Ministério da Defesa alemão nesta terça-feira (29), enquanto o Exército americano tem que deixar o território afegão até 11 de setembro.

"Após 20 anos de destacamento, os últimos soldados de nosso Bundeswehr deixaram o Afeganistão esta noite. Agora estão retornando. Um capítulo histórico termina", explicou a ministra da Defesa alemã, Annegret Kramp-Karrenbauer, em um comunicado.

"Um capítulo histórico termina, uma mobilização intensiva que testou e marcou o Bundeswehr, e durante a qual as tropas mostraram sua capacidade de combate. Uma missão em que membros das nossas Forças Armadas foram feridos de corpo e alma, em que pessoas perderam a vida, em que tivemos que chorar os mortos", assinalou a ministra. De acordo com o Exército, 59 soldados alemães morreram desde o início da operação militar, em 2001.

Os últimos soldados foram transportados de sua base em Mazar-e Charif em dois aviões alemães A400 M e duas aeronaves C17 americanas. Até o início da retirada, o contingente alemão contava com 1.100 soldados, que participavam das missões da Força Internacional de Assistência à Segurança (Fias) e da “Resolute Support" (RS).

As tropas alemãs tiveram que antecipar sua partida depois que o governo americano acelerou sua própria retirada de tropas, posicionadas no Afeganistão por duas décadas.

dac/es/ic/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos