Alemanha e outros membros da UE planejam ampliar sanções ao Irã, diz Der Spiegel

FRANKFURT (Reuters) - A Alemanha e outros oito membros da União Europeia estão planejando ampliar sanções ao Irã para incluir indivíduos e organizações ligados à violência contra manifestantes na República Islâmica, segundo a revista Der Spiegel, sem revelar suas fontes.

Um pacote com 31 propostas foi apresentado em Bruxelas na quarta-feira, visando indivíduos e instituições no setor de segurança, e também empresas responsáveis por supressão no Irã, de acordo com a revista.

Medidas incluem o congelamento de ativos e proibições de viagem, disse a revista, acrescentando que o pacote tinha uma boa chance de ser aprovado por ministros das Relações Exteriores da UE em sua próxima reunião em 14 de novembro.

O governo alemão não respondeu imediatamente a pedido de comentários.

As relações entre a República Islâmica e o Ocidente estão cada vez mais tensas, enquanto os iranianos mantêm protestos anti-governo.

(Por Christoph Steitz e Joern Poltz)