A Alemanha já está encomendando vacinas para 2022, diz ministro

·1 minuto de leitura

BERLIM (Reuters) - A Alemanha está solicitando vacinas para 2022 caso sejam necessárias doses regulares ou de reforço para manter a população imune contra variantes da Covid-19, disse o ministro da Saúde, Jens Spahn, neste sábado, em meio à crescente frustração na Europa com o lento ritmo de vacinação.

Falando em uma reunião online come profissionais de saúde, Spahn defendeu o progresso feito na obtenção e administração de vacinas, dizendo que 2,3 milhões dos 83 milhões de alemães já receberam uma dose.

Os governos europeus enfrentaram críticas sobre os gargalos de fornecimento e produção, conforme os fabricantes de vacinas AstraZeneca, Pfizer e Moderna anunciaram cortes nos volumes de entrega.

A Alemanha, maior economia da Europa, foi prejudicada por um segundo lockdown introduzido em novembro, e muitos no público em geral estão olhando com inveja para o ritmo mais rápido de vacinação na Grã-Bretanha, Israel e Estados Unidos.

(Por Thomas Escritt)