Alemanha negocia para que aeroporto de Cabul permaneça aberto

·1 minuto de leitura
O chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas

A Alemanha analisa com Estados Unidos, Turquia e outros aliados a opção de manter o aeroporto de Cabul aberto para evacuações depois de 31 de agosto, data prevista por Washington para concluir a retirada, anunciou o chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas, nesta segunda-feira (23).

"Estamos debatendo com Estados Unidos, Turquia e outros aliados com o objetivo de permitir que o aeroporto siga realizando a operação civil para que essas pessoas saiam", disse Heiko Maas à imprensa.

No aeroporto de Cabul, única porta de saída do Afeganistão, o tempo se esgota para evacuar com urgência a maior quantidade de estrangeiros e afegãos antes da data limite estabelecida pelos talibãs para a saída das forças americanas.

Heiko Maas afirmou que a situação ainda é "perigosa" e "cada vez mais caótica nas últimas horas nos arredores do aeroporto", portanto não aconselha às pessoas irem para o local sozinhas.

Os soldados alemães analisam "todas as opções possíveis" para evacuar os alemães e afegãos que fogem dos talibãs, destacou o ministro.

"Devemos continuar negociando com os talibãs, porque desempenharão um papel particular no funcionamento do aeroporto após a retirada das tropas americanas", acrescentou.

O ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, também considerou "necessário" um prazo "adicional" para realizar as retiradas.

Maas afirmou que está realizando negociações com "os países vizinhos do Afeganistão", como Uzbequistão, Paquistão, Índia e Tadjiquistão, para que os afegãos e afegãs que a Alemanha aceitar possam ir para as embaixadas alemãs desses países por via terrestre para apresentar seu pedido de visto.

yap/ys/eg/es/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos