Alemanha registra recorde de mais de 30.000 casos de covid-19 em 24h

·1 minuto de leitura
Agentes de polícia patrulham zona do centro comercial Zeil, junto a um cartaz que indica o uso da máscara, em 16 de dezembro de 2020, em Frankfurt

A Alemanha registrou um número recorde de infecções de covid-19 em apenas 24 horas e passou de 30.000 pela primeira vez desde a aparição do vírus - apontam dados oficiais definitivos divulgados nesta quinta-feira (17).

Depois de anunciar, inicialmente, 26.923 novas infecções em 24 horas, o instituto de vigilância epidemiológica Robert Koch disse que é preciso incluir 3.500 novos casos que não haviam sido contabilizado por razões técnicas.

Isso eleva o número de novas infecções em 24 horas para 30.423, um nível ainda não alcançado até agora.

A Alemanha enfrenta uma segunda onda epidêmica muito menos controlada do que a primeira, na primavera boreal passada (outono no Brasil). No total, o vírus deixou 24.115 mortos, segundo o Instituto Roberto Koch (RKI).

Desde quarta-feira, o país está submetido a um confinamento parcial. Permanecem abertos apenas os estabelecimentos comerciais "essenciais" (supermercados, lojas de alimentação, farmácias, livrarias). Os colégios ficam fechados até 10 de janeiro. Além disso, o governo pede que se priorize o trabalho remoto.

yap/ylf/pc/bl/tt