Alemanha tem 76% de chances de eliminação na 1ª fase da Copa do Mundo; risco da Argentina é de 63%

Ainda faltam dois grupos para entrar em campo na Copa do Mundo do Catar, mas é certo que duas campeãs mundiais estão na corda bamba: a Argentina e a Alemanha. Tanto que ambas podem ser eliminadas já na próxima rodada, onde enfrentarão México e Espanha, respectivamente. Mas o quanto elas estão enroladas?

Segundo dados da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Alemanha tem 76% de chances de ser eliminada na fase de grupos da Copa do Mundo. De acordo com o índice, ela é a sétima seleção com mais risco de queda no Mundial do Catar.

Já a Argentina tem 63% de chances. A líder neste ranking é o Catar, que entre todas as seleções participantes é quem tem mais probabilidade de dar adeus à competição: 93%.

Do outro lado desta contagem, a Holanda é a seleção com mais chances de se classificar para as oitavas de final (93%), seguido por Espanha (89%), Inglaterra (89%) e França (87%).

Contas para Alemanha e Argentina

Assim com a Argentina, a Alemanha também estreou com o pé esquerdo na Copa do Mundo do Catar: foi derrotada por 2 a 1 pelo Japão, de virada, nesta quarta-feira. Com o resultado, a seleção de Musiala e Goretzka larga atrás no Grupo E e liga o alerta vermelho para não ser eliminada ainda na fase de grupos, o que pode acontecer já na próxima rodada. Nova derrota leva os alemães para casa.

Tabela da Copa: Confira datas, jogos e resultados do Mundial do Catar

Entenda: Hostilidade de muçulmanos aos homossexuais tem pouca base no Alcorão

A zebra Japão largou na frente e soma três pontos, assim como a líder Espanha, que bateu a Costa Rica. A segunda rodada do Grupo E está marcada para acontecer no próximo sábado, dia 27, e os alemães terão pela frente "só" a Espanha sabendo que será uma partida de vida ou morte. Os japoneses entrarão os costarriquenhos.

Se perder para os espanhóis, a Alemanha estará matematicamente eliminada se a Costa Rica não vencer o Japão. Neste caso, os alemães teriam apenas mais três pontos em disputa enquanto a Espanha iria a seis e os japoneses já teriam quatro. Assim, não teriam mais chances de avançar.

A Alemanha seguirá tendo chances matemáticas em caso de vitória ou empate diante da Espanha. No entanto, qualquer resultado que não seja o triunfo, deixa os alemães respirando por aparelhos e virtualmente eliminados.

A Argentina foi derrotada por 2 a 1 pela Arábia Saudita, de virada, nesta terça-feira. Com o resultado, a seleção de Lionel Messi pode dar adeus ao torneio de forma antecipada se perder para o México, no próximo sábado. Isso porque a tricolor chegaria aos quatro pontos, mesma situação da Polônia caso vença a Arábia Saudita. Em caso de empate, os sauditas chegariam aos quatro. Como Messi e cia chegariam no máximo a três, não teriam mais chances de avançar.