Alemanha toma virada do Japão em mais uma zebra da Copa do Mundo

Havia grande expectativa pela estreia da Alemanha. Campeã do mundo em 2014, a seleção decepcionou na Rússia e caiu na primeira fase. O que iria fazer no Catar? Bem, o jogo forte alemão está presente, como sempre, mas as falhas também estão. A derrota por 2 a 1 para o Japão apresentou bem os dois lados.

Num primeiro tempo em que poderia ter encurralado o Japão, a Alemanha só conseguiu marcar com Gundogan, de pênalti. Oportunidades não faltaram. Enquanto o Japão pouco ameaçava. Até aprontava um contra-ataque ou outro, mas sem perigo a Neuer.

Pois o técnico Hajime Moryasu mudou a cara da partida com as substituições. Colocou Tomyasu no lugar de Kubo, e fez mais duas substituições decisivas com as entradas de Doan e Asano. O zagueiro no lugar do atacante reforçou a defesa japonesa e melhorou a saída de bola. Os dois mudaram a cara do jogo.

Antes de Doan e Asano surgirem na frente de Neuer para virar a partida, é bom lembrar que o goleiro Gonda se redimiu do pênalti ao impedir o gol num verdadeiro bombardeio alemão. Logo na sequência o Japão empatou e ganhou corpo para virada no chute de Asano.