Alemanha vai injetar mais de 50 bilhões de euros em fundos climáticos, dizem fontes

·1 min de leitura
Notas de euro em Zagreb, na Croácia

BERLIM (Reuters) - O próximo governo da Alemanha está trabalhando em um orçamento suplementar para 2021 para injetar mais de 50 bilhões de euros em seu fundo climático, que poderá ser gasto nos próximos anos para acelerar a transição para uma economia verde, disseram fontes nesta quinta-feira.

Os três partidos definidos para formar o novo governo concordaram em financiar o investimento em fundos climáticos com autorização da dívida ainda não utilizada no orçamento federal deste ano, disseram à Reuters duas pessoas familiarizadas com os planos, sob condição de anonimato.

A injeção de dinheiro financiada por dívida significa que o governo fará agora uso quase total do teto da dívida de 240 bilhões de euros originalmente concedido pelo Parlamento para 2021, acrescentaram as fontes.

A manobra orçamentária permite que a coalizão governista reforce seu fundo climático neste ano e possivelmente também no próximo, quando o freio da dívida ainda estará suspenso, e então use esses fundos para investimentos públicos nos próximos anos para acelerar a transformação em direção a uma economia mais digitalizada e favorável ao clima.

O porta-voz do Ministério das Finanças não quis comentar.

(Por Michael Nienaber)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos