Alerj afasta o deputado estadual Eurico Júnior (PV) após condenação na Justiça

O deputado estadual Eurico Júnior (PV) foi afastado pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O parlamentar, que era líder da bancada do PV, perdeu o mandato depois de ter sido condenado por improbidade administrativa, em processo referente à desapropriação de um terreno na época em que ele era prefeito de Vassouras, cidade no Centro-Sul do estado, de 2005 e 2008. Para a Justiça, ficou provado que o município não possuía verba para fazer a quadra.

— Esse é um processo que aconteceu em 2006, quando fiz uma desapropriação de três lotes ao lado de uma escola municipal no bairro de Barão de Vassouras para construir uma quadra que pudesse atender à escola e toda a comunidade. O meu mandato terminou em 2008, a verba não tinha sido liberada e meu sucessor demorou a fazer a obra. O Ministério Público, em 2013, entrou com um processo de improbidade devido à demora da obra, mas quem demorou a construir foi o meu sucessor — justificou-se Eurico Júnior em discurso no plenário Alerj.

No Diário Oficial do Legislativo desta quinta-feira (10) foi publicada a convocação de Rafael do Gordo (DC), segundo suplente na coligação PV/DC nas eleições de 2018, quando obteve 11.106 votos, para assumir a vaga de Eurico Júnior. Rafael é filho de Eduardo Gordo, que já presidiu a Câmara Municipal de São Gonçalo. Ele próprio já exerceu mandato de vereador na cidade e dois mandatos de deputado estadual na Alerj.