Alerta de bomba em voo da Ryanair era falso

Aviões de guerra gregos escoltaram neste domingo (22) um voo da Ryanair entre Polônia e Grécia com mais de 190 ocupantes, após um alerta de bomba falso, informaram neste domingo autoridades gregas.

No fim da tarde de hoje, a polícia grega afirmou que nenhum explosivo foi encontrado no avião, um Boeing 737 que pousou no Aeroporto Internacional de Atenas pouco antes das 13h de Brasília.

Dois caças haviam interceptado a aeronave quando ela entrava no espaço aéreo grego. Antes, o aparelho havia sido escoltado por aviões da Hungria.

Piotr Adamczyk, funcionário do aeroporto de Katowice, disse que o local recebeu um telefonema de advertência quando o avião sobrevoava a Eslováquia. "Depois que o avião decolou, houve uma chamada ao centro de informações do aeroporto que apontava para a possível presença de um explosivo a bordo", contou à AFP. “Entramos em contato com o controle de tráfego aéreo, que, posteriormente, contactou os pilotos.”

jph/gw/jvb-sag/mb/tt/lb