Alexandre de Moraes autoriza PF a acessar dados da investigação do Facebook sobre páginas ligadas a Bolsonaro

·2 minuto de leitura
Brazilian Judge Alexandre de Moraes (R) attends a session of the Federal Supreme Court on June 20, 2017 in Brasilia. The court is considering a new arrest warrant against secluded senator Aecio Neves of the Brazilian Social Democracy Party (PSDB), who is accused of having received bribes from the owners of meat processing global giant JBS. / AFP PHOTO / EVARISTO SA        (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Decisão foi tomada pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fakenews (Foto: Evaristo Sá/AFP via Getty Images)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federa, autorizou que a Política Federal tenha acesso aos dados da investigação feita pelo Facebook sobre páginas ligadas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e aos filhos. As informações são do portal G1.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

As informações da investigação servirão para dois inquéritos que estão no STF, um apura o a disseminação de notícias falsas e ataques a parlamentares e ministro e o outro investiga o financiamento e organização de atos antidemocráticos.

Na última semana, o Facebook derrubou 35 contas, 14 páginas e um grupo na rede social. Além disso, no Instagram, foram 38 contas ligadas à família Bolsonaro excluídas. A justificativa dada pela empresa é de que os perfis eram falsos e com “comportamento inautêntico”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

De acordo com as informações reveladas pelo Facebook, as páginas e perfis excluídos tinham associação com funcionários dos gabinetes do presidente Bolsonaro e dos filhos dele, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Leia também

Na ocasião, os filhos do presidente criticaram a movimentação do Facebook de deletar as páginas.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos