Alexandre Kalil devolve honrarias ao Atlético-MG e reforça que irá à Justiça contra Conselho

Presidente do Galo entre 2008 e 2014, Kalil alega falsidade ideológica no processo - Foto: Divulgação


O conflito entre o Conselho Deliberativo do Atlético-MG e Alexandre Kalil não parece estar perto do fim. Em seu Twitter, o ex-presidente do Galo disse que cumpriu sua promessa, e devolveu honrarias e prêmios recebidos pelo clube mineiro.

Na última segunda-feira, Kalil esteve presente em uma reunião do Conselho Deliberativo. Nela, o ex-presidente do clube pediu que o nome de seu pai, Elias Kalil, não fosse o de batismo do estádio do Atlético, alegou que há irregularidades no Conselho e chegou a ser vaiado por participantes da reunião.

Em conversa com o ge, além de confirmar a devolução de suas honrarias, Kalil disse que entrará com ação na Justiça contra o Conselho para denunciar crimes de "falsidade ideológica" e "formação de quadrilha". Ele alega que existem nomes irregulares dentro do Conselho do Atlético-MG por não cumprirem o requisito de serem associados dos clubes do Galo (Vila Olímpica e Labareda) por dois anos.

Em entrevista para jornalistas após a reunião do Conselho Deliberativo, Kalil falou que as decisões do órgão terão consequências na Justiça, especialmente por uma suposta irregularidade em suas eleições.

- Tem um conselho que está confessamente irregular. Quem vai querer a SAF com um conselho irregular? Tem conselheiro que não é sócio a dois anos que está no estatuto do Atlético. São 50. Gente que pediu a retirada do nome que nem conselheiro poderia ser. É uma confraria de amigos. - disse Kalil.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.