Alexandre de Moraes abre sigilo e prorroga prisão de jornalista bolsonarista

MARIANA CARNEIRO E GUILHERME SETO
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 24.10.2019: SESSÃO-STF - Alexandre de Moraes o ministro do STF. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro do STF Alexandre de Moraes autorizou a prorrogação da prisão temporária do jornalista-ativista Oswaldo Eustáquio por até mais cinco dias após pedido da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

Em sua decisão, Moraes também deferiu pedido para que Eustáquio fique em cela destinada a detentos que podem sofrer represálias ou na carceragem da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal.

Moraes autorizou a prisão do jornalista bolsonarista na sexta-feira (26), no âmbito do inquérito dos atos antidemocráticos. Ele estava em Campo Grande (MS). A PF argumentou, no pedido de prisão, que havia risco de fuga do investigado.

No inquérito, a Procuradoria-Geral da República disse ao Supremo que Eustáquio defendeu uma "ruptura institucional de maneira oblíqua". Ele é sócio da Target Journal Comunicação.

O jornalista é próximo da ativista Sara Winter, líder de um grupo armado de extrema direita. Ela cumpre prisão domiciliar por ordem de Moraes.