Alexandre de Moraes manda prender blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio

Carolina Brígido
·1 minuto de leitura
Reprodução

BRASÍLIA - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira a prisão preventiva do blogueiro Oswaldo Eustáquio, apoiador do presidente Jair Bolsonaro. Ele cumpria prisão domiciliar, mas descumpriu as restrições impostas pelo tribunal. Sem autorização judicial, o blogueiro saiu de casa e foi até o Ministério da Mulher, como acusou o monitoramento eletrônico ao qual ele estava submetido.

Oswaldo Eustáquio é investigado no inquérito que apura financiamento e organização de atos antidemocráticos pelo país. Durante os protestos, manifestantes foram às ruas com pedido de fechamento do Congresso Nacional e do STF. Também queriam a volta do AI-5, o ato institucional que endureceu a ditadura militar.

Na decisão, Moraes afirmou que a prisão preventiva era necessária, já que o investigado estaria desobedecendo as medidas alternativas. A prisão domiciliar de Oswaldo foi determinada em novembro, depois que o blogueiro saiu de Brasília, onde mora, e foi a São Paulo sem autorização judicial, como tinha sido determinado previamente. Na época, ele postou em redes sociais ataques contra o candidato à prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos (PSOL).