Alexandre de Moraes vai se reunir com comandantes das PMs para fazer balanço das eleições no TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, vai se reunir nesta quarta-feira com os comandantes das Polícias Militares de todo o país para fazer um balanço das eleições. O encontro é o terceiro realizado entre magistrados e os chefes das corporações.

Do caso das inserções de rádio a ataques a ministros do STF: Deputado eleito e influenciador bolsonarista retiram do ar 1 mil vídeos no YouTube

Veja também: Alckmin anuncia novos integrantes para a transição de 12 partidos diferentes

De acordo com interlocutores do TSE ouvidos pelo GLOBO, a reunião foi convocada por Moraes como forma de fazer um balanço dos serviços das PMs prestados durante o período eleitoral. O encontro, marcado desde a semana passada, ocorre em meio a bloqueios realizados por manifestantes que não aceitam a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno das eleições. O tema deverá ser abordado na conversa com os policiais.

A primeira reunião de Moraes com os comandantes das PMs ocorreu ainda em agosto, logo após sua posse à frente do TSE. A segunda reunião ocorreu no dia 11 de outubro, uma semana após o primeiro turno.

Leia: Comissão do Senado aprova indicações de Bolsonaro para embaixadas e órgãos internacionais

São Paulo: Aliados de Bolsonaro e Kassab, PMs e evangélicos integram transição de Tarcísio em SP

Em nota divulgada após o segundo encontro, Moraes elogiou a atuação das polícias. "Como era de esperar, a PM agiu de acordo com regras e regulamentos, teve atuação forte, presente e discreta, sem truculência e muito compatível com a festa da democracia que são as eleições", declarou o ministro.

O TSE ainda não informou se todos os 26 comandantes dos estados e o do Distrito Federal estarão presentes na reunião, prevista para ocorrer no gabinete da presidência.