Aliado de Bolsonaro, Russomanno declara apoio a Covas

Gustavo Schmitt
·1 minuto de leitura
Edilson Dantas/Agência O Globo
Edilson Dantas/Agência O Globo

SÃO PAULO — Após amargar o quarto lugar no primeiro turno das eleições municipais, o candidato Celso Russomanno, do Republicanos, declarou apoio ao prefeito Bruno Covas (PSDB), que concorre à reeleição.

Russomanno disputou a eleição como aliado de ocasião do presidente Jair Bolsonaro. O então candidato seguiu a linha do padrinho político e atacou o governador João Doria e a gestão Covas na prefeitura. Russomanno disse que a política de enfrentamento a pandemia de Doria e Covas destruiu a economia da capital paulista.

Na tentativa de colar em Bolsonaro e se contrapor a Doria, com quem o presidente vive um embate com vistas às eleições de 2022, Russomanno chegou a levantar suspeitas sobre os testes da Coronavac, produzida pelo instituto Butantan em parceria com um laboratório chinês.

"O partido entende que a moderação e o equilíbrio são fundamentais para que a cidade possa avançar e que Bruno Covas é a pessoa mais preparada para isso", diz uma nota assinada em conjunto pelo Republicanos e pelo próprio Russomanno.

No último domingo, quando assumiu a derrota nas eleições, Russomanno chegou a aventar a possibilidade de ficar neutro no segundo turno, já que teve o apoio de Bolsonaro e seu partido abriga filhos do presidente como o vereador Carlos e o senador Flávio, investigado por rachadinhas em seu gabinete parlamentar.

No entanto, o candidato acabou cedendo ao partido, que sequer deixou os cargos na gestão Doria enquanto Russomanno disputava as eleições municipais.