Aliado de Lula se encontra com Lira e presidente eleito busca encontro para esta semana

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enviou emissários para negociar um encontro com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), ainda nesta semana. Não há definição sobre o local da conversa — se em Brasília ou em São Paulo —, mas o petista faz questão que a reunião ocorra pessoalmente.

Arthur Lira: Aliado de Bolsonaro, Lira diz que vontade da maioria nas urnas 'jamais deve ser contestada'

De vice para vice: Mourão envia mensagem a Alckmin e reconhece resultado da eleição

Gleisi Hoffmann: Presidente do PT diz que irá procurar MDB e PSD para discutir transição

Segundo pessoas envolvidas na negociação, o petista quer tratar com Lira sobre o andamento da transição e buscar apoio para encontrar saídas para incluir no orçamento de 2023 o pagamento do Auxílio Brasil em R$ 600 e reajuste do salário mínimo acima da inflação — duas das principais promessas de campanha do petista. De olho na reeleição à presidência da Casa, Lira está aberto a dialogar com o petista e não irá impor barreiras para tentar se aproximar de Lula, avaliam aliados do deputado.

Além de petistas com quem Lira já tem interlocução, o deputado federal Neri Geller (PP-MT) também irá trabalhar para aproximar Lula de Lira. Na tarde desta segunda-feira, o parlamentar, que fez campanha pelo petista, esteve na residência oficial e levou uma mensagem a pedido do vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB).

Lula e Alckmin fizeram chegar a Lira que ficaram satisfeitos com a posição do presidente da Câmara ao se pronunciar sobre o resultado das eleições. Alckmin afirmou a interlocutores que Lira teve “postura de estadista” e pediu Geller para levar este recado. Ao receber o elogio de Alckmin, Lira ligou para o celular do vice de Lula para agradecer. Alckmin não atendeu a chamada no momento, mas o próprio Lira deve insistir no contato.

Nesta segunda-feira, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), também afirmou que está aberto ao diálogo com Lula.

Trinta minutos após o TSE confirmar a vitória de Lula no domingo, Lira foi o primeiro chefe de poder a se pronunciar sobre o resultado da eleição. Ao falar, parabenizou o presidente eleito.

— Ao presidente eleito, a Câmara dos Deputados lhe dá os parabéns e reafirma o compromisso com o Brasil, sempre com muito debate, diálogo e transparência. É preciso ouvir a voz dos todos, mesmo divergentes, e trabalhar para atender as aspirações mais amplas — declarou.