Aliados advertem para ausência de segurança pública no plano de Lula

O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva fala durante um evento com membros de partidos políticos e movimentos sociais em Porto Alegre, Brasil 1 de junho de 2022. (Foto: REUTERS/Diego Vara)
O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva fala durante um evento com membros de partidos políticos e movimentos sociais em Porto Alegre, Brasil 1 de junho de 2022. (Foto: REUTERS/Diego Vara)

As legendas que integram a coligação de apoio a Lula na eleição presidencial alertaram para a falta de propostas sobre a segurança pública na elaboração do plano programa de governo do candidato. O alerta foi feito em uma reunião na quinta-feira (9) entre o ex-ministro Aloizio Mercadante, coordenador do plano de governo, e integrantes dos partidos aliados ao PT.

O tema foi um dos lemas que ajudaram a eleger Bolsonaro em 2018, embora o presidente tenha se valido mais de declarações do que propostas válidas para a segurança pública. Na ocasião, os aliados fizeram sugestões a Mercadante. Uma das propostas foi a criação de um sistema que integre as secretarias de Segurança Pública de estados e municípios para articular estratégias de prevenção e repressão ao crime, de acordo com o site Metrópoles.

De acordo com a proposta, a estrutura ficaria subordinada a um organismo federal e auxiliaria na promoção de políticas públicas que sustentem a eficiência do sistema de segurança nacional. Os proponentes sustentam que a inteligência da polícia seria beneficiada pela criação do sistema.

Outra sugestão feita a Mercadante trata da valorização do profissional de segurança, com propostas voltadas para a reformulação das carreiras e para a capacitação continuada.

A inclusão das propostas seria debatida em um outro encontro que aconteceria neste sábado (11), entretanto os aliados decidiram remarcar a reunião para esta segunda-feira (13).

Pesquisa de intenção de voto

A pesquisa Genial/Quaest divulgada na quarta-feira (8) indica vitória do ex-presidente Lula no primeiro turno com 47% das intenções de voto. Além da vitória no nordeste, o petista chega quase a empatar no sul, reduto bolsonarista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos