Aliados de Bolsonaro e Kassab, PMs e evangélicos integram transição de Tarcísio em SP

O coordenador da equipe de transição do governador eleito Tarcísio de Freitas, Guilherme Afif Domingos, divulgou na tarde desta terça-feira os nomes que vão compor o gabinete provisório do governo de São Paulo.

Leia mais: Comissão do Senado aprova indicações de Bolsonaro para STJ

Saiba: Valdemar conversa com ministro do Supremo e diz confiar em urnas

Entre os participantes estão bolsonaristas como Frederico D'Avila, Filipe Sabará, Valéria Bolsonaro e Capitão Derrite. Deputado estadual pelo PL, D'Ávila enfrentou processo no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa (Alesp) após xingar o Papa Francisco de "vagabundo". Ele é próximo ao agronegócio paulista e irmão do presidenciável Luiz Felipe D'Ávila, do Partido Novo. Já Sonaira Fernandes é evangélica e vereadora em São Paulo pelo Republicanos. Foi assessora no gabinete de Eduardo Bolsonaro.

Oito membros da equipe de transição vão coordenar as áreas temáticas, e não necessariamente serão nomeados chefes das pastas do governo.

As áreas são Agricultura e Abastecimento; Desenvolvimento Social, Mulheres e Direitos PCD; Educação, Cultura e Esportes; Gestão, Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e Finanças; Meio Ambiente, Habitação e Infraestrutura; Saúde; e Segurança Pública e Administração Penitenciária.

O Desenvolvimento Social reúne diversos evangélicos, que é base eleitoral do bolsonarismo. Um dos principais apoiadores de Bolsonaro e que faz parte desse grupo é o deputado federal Cezinha de Madureira (PSD-SP), líder da bancada evangélica. Cezinha é uma espécie de porta-voz do bispo Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus de Madureira, uma das maiores denominações evangélicas.

Ao longo desta semana, Tarcísio deve anunciar os nomes de alguns secretários. No fim de semana, em meio as tratativas para definir a equipe de transição, Tarcísio viajou a Brasília para de encontrar com o presidente Jair Bolsonaro.

A lista com os nomes da transição sofreu alterações na segunda-feira. O nome de Pedro Mastrobuono, presidente do Instituto Brasileiro de Museus, por exemplo, foi incluso após a reunião.

Na segunda-feira, o filho do presidente e deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) compareceu ao edifício Cidade I, onde a equipe do novo governo está reunida, para uma reunião com Tarcísio.

Bolsonaristas vinham se queixando do pouco espaço na formação do novo governo. Eles estão insatisfeitos com a influência de Gilberto Kassab, presidente do PSD, partido aliado a Tarcísio, na definição do time.

Os oito grupos temáticos serão divididos nas 23 secretarias que devem formar o governo. Afif Domingos não revelou quem deve comandar cada área, e nem afirmou se todos os secretários serão escolhidos entre os mais de cem nomes.

Ele afirmou que os integrantes da transição foram escolhidos em razão de sua participação na campanha eleitoral, principalmente em relação ao plano de governo.

Afif negou que tenha havido interferência de Eduardo e Jair Bolsonaro durante as reuniões que Tarcísio fez com os aliados.

— Em absoluto (não houve). Nós estamos tocando a vida. Obviamente diálogo existe (com eles) — afirmou o coordenador.

Os nomes anunciados são voluntários e não ocuparão cargos públicos ao longo da transição, afirmou Afif.

Veja a lista completa:

Guilherme Afif Domingos

Arthur Luis Pinho de Lima

Lais Vita

Priscilla Perdicaris

Nelson Hervey Costa

Agricultura e Abastecimento

Coronel Mello de Araújo

Edivaldo Del Grande

Frederico D’Avilla

Guilherme Piai

Guilherme Ribeiro

João Sampaio

Ricardo Amadeu Sassi

Desenvolvimento Social, Mulheres e Direitos PCD

Ana Maria Velloso

Cesinha da Madureira

Cid Torquato

Cristiane Freitas

Deise Duque-Estrada

Filipe Sabará

Gilberto Nascimento Júnior

Marcone Vinicius Moraes de Souza

Maria Rosa

Rita Passos

Rosana Valle

Simone Marquetto

Sonaira Fernandes

Educação, Cultura e Esportes

Aildo Rodrigues

André Simmonds

Filomena Siqueira

Gustavo Souza Garbosa

Jair Ribeiro

José Roberto Walker

Karen Cristina Garcia

Lana Romani

Marcelo Magalhães

Maurren Maggi

Patricia Borges

Paula Trabulsi

Paulo Zuben

Pedro Machado Mastrobuono

Renato Feder

Talmo Oliveira

Thiago Peixoto

Valeria Bolsonaro

Vinicius Mendonça Neiva

Gestão, Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e Finanças

Anderson Correia

Bruno D’Abadia

Felício Ramuth

Jorge Lima

Lucas Ferraz

Ricardo Britto

Rodrigo De Losso

Rui Gomes

Samuel Kinoshita

Vinicius Poit

Meio Ambiente, Habitação, Infraestrutura

Bruno Serapião

Claudio Bernardes

Lair Krahenbuhl

Marcelo Branco

Marcelo Coluccini

Marco Aurelio Costa

Marta Lisli Giannichi

Miguel Bucalen

Natália Resende Andrade Ávila

Paulo Ferreira

Rafael Benini

Ricardo Pereira Leite

Sérgio Henrique Codello Nascimento

Saúde

Chao Lung Wen

Edmundo Baracat

Edson Rogatti

Eleuses Paiva

Esper Kallas

Fabio Jatene

Franciso Assis Cury

Francisco Balestrin

Giovanni Guido Cerri

Gustavo Pereira Fraga

Elencar Ignacio

Helio Paiva

João Lauro Viana Camargo

José Eduardo Lutaif Dolci

José Luiz Gomes do Amaral

José Osmar Medina Pestana

Olímpio Bittar

Paulo Manoel Pego Fernandes

Sergio Okane

Tarcisio Eloy Pessoa Barros Filho

Segurança Pública e Administração Penitenciária

Antônio Ferreira Pinto

Artur José Dian

Cássio Araújo de Freitas

Guilherme Muraro Derrite

João Henrique Martins

Nelson Santini

Paulo Maculevicius

Raquel Kobashi Gallinati Lombardi

Rodrigo Garcia Vilardi

Turismo

Alain Baldacci

Alessandro Abrão

Alessandro Guiche

Ana Biselli

Armando Arruda Pereira de Campos Mello

Fernando Guinatto

Roberto Lucena

Sergio Souza

Virgilio Nelson da Silva Carvalho