Aliados de Doria veem brecha na filiação de Joice para participação em prévias, mas cúpula tucana fala em 'tapetão'

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 26.07.2021 - A deputada federal Joice Hasselmann (SP). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 26.07.2021 - A deputada federal Joice Hasselmann (SP). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A filiação da deputada federal Joice Hasselmann (SP) ao PSDB nesta quinta-feira (7) reviveu discussões sobre quem poderá votar nas prévias presidenciais do partido.

Aliados de João Doria veem margem para que ela e outros filiados recentes possam participar da disputa interna, ao contrário do que foi definido pela direção nacional tucana. Uma parte deles fala até na possibilidade de a discussão ser levada à Justiça.

No entanto, dirigentes do partido avaliam que, se Doria insistir na ideia de incluir Joice e outros nas prévias, haverá desgaste interno. Eles falam que isso seria uma ação para tentar ganhar o pleito no "tapetão".

Joice é uma das mais importantes aliadas do tucano paulista, que disputa contra Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Doria foi responsável pelo convite à deputada e, no evento de filiação, derramou elogios à nova correligionária.

Dentro do PSDB, há duas interpretações a respeito de quem poderá votar nas prévias. A predominante e adotada pela direção tucana é a de que apenas pessoas filiadas até o dia 31 de maio deste ano possam participar do pleito. Isso foi decidido pela executiva nacional e publicado em resolução.

No entanto, pessoas ligadas a Doria afirmaram em reservado ao Painel que uma interpretação do estatuto tucano permite que mandatários que ingressaram nos quadros do PSDB até 30 dias antes da eleição também possam votar. Eles dizem que a questão pode, inclusive, parar na Justiça.

O primeiro turno das prévias presidenciais do PSDB acontecerá no dia 21 de novembro.

Segundo as regras das prévias, vice-governadores e deputados federais têm o mesmo peso de voto --um peso muito mais expressivo em relação aos demais grupos votantes.

Caso Joice vote, no entanto, Leite, principal adversário de Doria, poderia fazer com que dois vice-governadores, de Minas e do Rio Grande do Sul, recém-filiados ao PSDB, também votassem na disputa. ​

Joice inicialmente não se filiaria ao PSDB nesta quinta. "Isso [a filiação] estava marcada para sábado, e ontem o João [Doria] teve a ideia. 'Vamos fazer amanhã?'. Ontem à noite. João sendo João. '[Eu disse] Mas eu estou em Brasília]'. Aí saiu eu, doida, atrás de voo", afirmou a deputada no evento de sua filiação.

Logo depois, porém, o presidente do partido, Bruno Araújo, disse que resolução da executiva nacional impede a votação de mandatários que ingressaram no partido após 31 de maio.

"Essa regra foi fixada em três reuniões da executiva", afirmou Araújo. "Isso no intuito de evitar uma guerra. Em vez de buscar se buscar voto dentro do partido, que virasse uma guerra de filiação".

​"Eu não voto, mas estou conseguindo voto, viu?", respondeu Joice a Araújo, rindo. E acrescentou: "Bem que a executiva podia mudar de ideia. Eu já vou começar a trabalhar para mudar de ideia."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos