Aliados de Marina querem que Lula telefone para obter apoio de ex-senadora, mas petistas rechaçam ideia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 05-10-2018 -  Marina Silva durante coletiva de imprensa, após debate dos candidatos a presidência da república,  no Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)
***ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 05-10-2018 - Marina Silva durante coletiva de imprensa, após debate dos candidatos a presidência da república, no Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Aliados de Marina Silva (Rede) acreditam que falta um gesto de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que a ex-ministra declare apoio ao petista. Por isso, defendem que o ex-presidente telefone para a ex-senadora.

A avaliação de que o movimento é necessário vem da constatação de que Marina, que ficou em terceiro lugar nas eleições de 2014 após perder para Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), tornou-se uma personalidade política e merece a deferência.

Petistas, porém, rechaçam a hipótese e dizem que não há motivo para Lula dar o telefonema. A ex-ministra do Meio Ambiente de Lula já declarou apoio a Fernando Haddad (PT) na disputa pelo governo de São Paulo, mas ainda não anunciou apoio à chapa presidencial do petista.

Petistas dizem que se o ex-presidente telefonasse para Marina, seria reconhecer que há um atrito entre o petista e a integrante da Rede o que acreditam não haver. Pelo contrário. Aliados de Lula dizem que foi ele quem a projetou como uma das principais ministras do Meio Ambiente do país.

O problema dela, avaliam, era com o marqueteiro João Santana e a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), a quem a ex-senadora culpa por terem feito uma campanha agressiva contra ela em 2014.

Além disso, aliados de Lula afirmam que já o petista já fez gestos públicos ao dizer que gostaria que ela estivesse em evento da Rede em maio e também por meio de Fernando Haddad (PT), pré-candidato ao governo paulista já elogiou e buscou atrair Marina para sua aliança em São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos