Aliados de Molon espalham vídeo de deputado criticando Moro para contrapor acusação de ser ‘lavajatista'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após viralizar na internet um vídeo do deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ), pré-candidato ao Senado no Rio de Janeiro, defendendo a Lava-Jato, aliados do parlamentar estão divulgado uma gravação onde ele aparece criticando o ex-juiz Sergio Moro para tentar descolar dele a imagem de "lavajatista".

Eleição: Candidatos ligados a movimento pró-armas pedem apoio para reeleger Jair Bolsonaro em Brasília

Evangélicos: números de Bolsonaro e Lula variam, mas com presidente sempre à frente; veja os dados

Na gravação, Molon questiona Moro durante audiência na Câmara onde ex-juiz falou sobre mensagens com procuradores da Lava-Jato que foram hackeadas e divulgadas.

— Quem diz isso, diz em defesa da imparcialidade do juiz, que é uma pedra fundamental do processo penal. Colocar isso em risco é colocar em risco o próprio funcionamento da justiça penal brasileira, inclusive no combate à corrupção, que para ser bem feita precisa ser feita dentro da lei — fala o deputado.

No vídeo, o deputado federal e pré-candidato ao governo do estado do Rio Marcelo Freixo (PSB-RJ) aparece próximo a Molon, concordando com a explanação. Molon protagoniza um impasse para definir quem irá compor a chapa e o palanque do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de Freixo no Rio de Janeiro.

Segundo um acordo nacional entre PSB e PT, como a vaga na disputa ao governo do estado já é de Marcelo Freixo (PSB), caberia ao PT indicar um nome do partido ao Senado, que escolheu o deputado estadual André Ceciliano (PT). Mas Molon, que aparece bem colocado nas pesquisas de intenção de voto e conta com o apoio dos partidos PSOL, Cidadania e Rede, não quer abrir mão da disputa.

Leia: 'Orçamento secreto é a maior bandidagem já feita em 200 anos', diz Lula, em ato pela democracia em Diadema

No vídeo antigo onde o parlamentar aparece elogiando a Lava-Jato, ele afirma que é uma das vozes da operação, que confia muito no trabalho dela e que prefere aguardar decisão de Sergio Moro antes de opinar sobre inocência de Lula.

— Eu acredito muito no trabalho da Lava-Jato. Quanto à responsabilidade do Lula, acho que ninguém ainda sabe o que o Moro vai decidir, eu prefiro aguardar a decisão da Justiça — disse à época, pontuando também que reconhece erros e abusos na operação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos