Aliança liderada pela Rússia enviará forças de paz ao Cazaquistão

·1 min de leitura
Policiais antidistúrbio patrulham rua de Almaty durante os protestos contra o aumento da energia, em 5 de janeiro de 2022 (AFP/Abduaziz Madyarov) (Abduaziz Madyarov)

A Organização do Tratado de Segurança Coletiva (CSTO), aliança militar liderada pela Rússia e integrada por outras cinco ex-repúblicas soviéticas, enviará "forças de manutenção da paz" ao Cazaquistão, anunciou nesta quinta-feira o presidente da aliança, Nikol Pashinyan, premier da Armênia.

O presidente informou no Facebook que a aliança decidiu enviar "forças coletivas de manutenção da paz" à ex-república soviética "por um período limitado de tempo, para estabilizar e normalizar a situação naquele país", causada por "interferências externas".

O Cazaquistão enfrenta desde o fim de semana manifestações sem precedentes contra o aumento do preço do gás. Diante dessa situação, o presidente daquele país, Kassym Jomart Tokayev, decretou hoje estado de emergência em todo o território e solicitou ajuda militar da Rússia e de seus aliados para controlar a situação.

emg/sag/dl/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos