Aline Borges se emociona ao gravar cena sobre estupro em "Pantanal": "Muita dor"

Aline Borges fala sobre cena recente de
Aline Borges fala sobre cena recente de "Pantanal" (Reprodução Globo)

No capítulo mais recente de "Pantanal", Zuleica (Aline Borges) finalmente revelou para o filho a verdade sobre seu nascimento. Marcelo (Lucas Leto) não é filho biológico de Tenório (Murilo Benício), e foi fruto de um estupro quando um médico cirurgião forçou Zuleica, que na época trabalhava como enfermeira de um hospital.

Logo após assistir ao capítulo, Aline Borges afirmou que foi atravessada pelo texto, que reflete uma situação atual do Brasil. "Gravar essa cena foi muito difícil, e assistir foi igual Toda a dor que senti gravando e falando aquele texto me atravessou agora de maneira muito profunda. Por mais que eu nunca tenha vivido isso, sabemos que milhares de mulheres passam por isso o tempo todo, em todos os lugares", explicou ela.

Nas redes sociais, a atriz recebeu muitos depoimentos de mulheres que se identificaram com a cena. "Estou recebendo muitas mensagens e relatos de mulheres que passaram por isso, muitas que nunca tiveram coragem de falar para ninguém. Que a gente siga com essa função de trazer reflexão. Essa novela foi escrita há 30 anos, e basta a gente ler uma notícia hoje e ver o tempo inteiro isso acontecendo. O feminicídio é algo que precisamos combater de forma veemente", completou.

Entenda a cena

Zuleica contará ao filho que foi assediada por um cirurgião chefe no hospital em que trabalhava. "Ele nunca esteve interessado no meu trabalho. Ele queria mais. Toda aquela pretensa admiração deu lugar para as piadinhas indelicadas e comentários cheios de malícia, os convites indiscretos e cada vez mais insistentes... E, quando vi, eu tinha me tornado uma obsessão para ele", explicou ela.

Zuleica então contou que o médico, em uma noite de plantão, a prendeu em um dos alojamentos do hospital e a estuprou. "Você foi a única coisa boa que me aconteceu nessa história toda, filho", lamentou a enfermeira, que explicou que Tenório a ajudou a se livrar dos abusos do cirurgião. "Ele arranjou briga com o médico, dizendo que ele ia se arrepender se aquilo continuasse. Ele morreu em um acidente um pouco depois. Foi um choque. Saiu em todos os jornais. Ele foi encontrado preso nas ferragens do carro... Com os documentos na boca..."

Chocado, Marcelo questionará se foi Tenório quem matou o cirurgião. "O seu pai e eu nunca tocamos nesse assunto... Quando eu voltei para a casa o seu pai estava me esperando. Ele disse que eu poderia ter contado a verdade para ele. Eu fiz pouco caso".