Aline Whirley diz que perdeu patrocínio ao raspar a cabeça: 'Queria me olhar com sinceridade'

Extra
·1 minuto de leitura

Aline Whirley se sentiu transformada no processo de elaboraçao de seu último álbum, "Indômita". foi nesse período, por exemplo, que a ex-integrante do Rouge raspou os cabelos. A decisão mexeu no seu bolso, já que a artista recebeu críticas dos patrocinadores que tinha. Mas a escolha dela fazia parte de algo muito maior.

"Eu sou uma artista independente, fiz escolhas completamente fora do mercado, do mainstreaming. Eu tinha patrocinadores que depois que eu raspei a cabeça, porque quando eu raspei a cabeça foi dentro desse processo, a pessoa falou que não ia investir mais. E aí eu falei: ‘Ok, eu vou fazer mesmo assim’. Eu não tinha para onde ir a não ser me olhar com muita sinceridade, honestidade, nas profundezas do meu ser, para que eu realmente pudesse falar alguma coisa que fizesse sentido para mim. Eu estou muito feliz com esse trabalho. É o trabalho da minha vida", disse Aline à Alexandra Gurgel, no "Verão da Xanda".

O álbum é o primeiro trabalho de Aline totalmente autoral e começou a ser pensado desde que se tornou mãe.

"Quando eu desmamei, eu falei: 'Bom, eu preciso voltar para mim'. E obviamente é por meio da música que me encontro, me percebo, que eu falo. Eu só queria fazer um showzinho, voz e violão, cantar… Só que o trabalho virou necessariamente um processo de imersão para eu realmente fazer aquilo que eu acredito. E para isso eu precisava realmente encontrar o meu lugar de fala e me posicionar", relembrou.