Ouro no atletismo, atleta brasileiro sofreu queimaduras na cabeça com dez meses de idade

Alison Alves comemorando a conquista nos Jogos Pan-Americanos. (Foto: Patrick Smith/Getty Images)

Medalha de ouro nos 400 metros com barreiras masculino dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, o brasileiro Alison Alves carrega as cicatrizes de um acidente doméstico que sofreu quando ainda era uma criança. Hoje, durante a prova, a promessa do atletismo brasileiro deixou o boné, seu fiel companheiro, de lado e chamou a atenção da torcida.

Leia também:

Alison tinha apenas dez meses de idade quando tudo aconteceu. Ele foi atrás de sua avó, que estava na cozinha de casa, quando bateu no cabo e virou sobre a cabeça uma panela de óleo quente. Com queimaduras de terceiro grau, o atleta ficou internado no Hospital de Câncer de Barretos.

As cicatrizes estão espalhadas pela cabeça, testa, rosto, peito e braço. A mais visível é a da cabeça, que impede o crescimento de cabelos. Esse é o motivo de Alison sempre utilizar seu boné, que só é tirado para a realização de provas oficiais.

Além da medalha conquistada neste Pan-Americano, Alison Alves conquistou outros títulos importantes para o atletismo brasileiro neste ano. “Piu”, como também é conhecido, já ganhou o GP Brasil, a Universíade e o Campeonato Pan-Americano Sub-20.

Atualmente, o brasileiro de apenas 19 anos de idade ocupa o quarto lugar no ranking mundial da modalidade.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes