Líder parlamentar repreende Boris Johnson por comentários "sexistas"

Londres, 27 mar (EFE).- O presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, repreendeu nesta terça-feira o ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, por ter feito comentários "inadequados e francamente sexistas", ao se dirigir a uma deputada da oposição pelo sobrenome de seu marido.

Ao se referir à porta-voz trabalhista de Relações Exteriores, Emily Thornberry, o chefe da diplomacia britânica afirmou que "a nobre e erudita dama baronesa, como for, não consigo me lembrar, Nugee", em alusão ao seu marido, o juiz do Superior Tribunal Christopher Nugee.

Após esse incidente, o conservador Johnson expressou suas desculpas "sem reservas" perante "qualquer sexismo despercebido" com a parlamentar trabalhista.

"Estendo de todo coração as minhas desculpas à honorável dama se se sentiu ofendida pelo o que disse, não queria causar nenhum dano. E me desculpo perante ela sem reservas se ofendi os sentimentos da honorável dama", disse o ministro conservador.

O presidente da Câmara disse que, "sem querer ser pouco amável" com Johnson, deveria adverti-lo de "duas coisas".

"Em primeiro lugar, não utilizamos apelidos nesta Câmara. Em segundo lugar, não nos dirigimos às pessoas pelo nome de seus cônjuges", afirmou Bercow, que foi deputado conservador antes de ser escolhido presidente dos Comuns em 2009.

"A porta-voz de Exteriores da oposição tem um nome e não é a 'dama qualquer coisa'. Conhecemos seu nome e é inadequado e francamente sexista se expressar nesses termos", acrescentou o presidente da Câmara dos Comuns. EFE