Alpinistas nepaleses celebram 1ª escalada do K2 no inverno: "maior que Copa do Mundo"

Gopal Sharma
·1 minuto de leitura
Equipe que escalou o K2 no inverno é recebida em Kathmandu

Por Gopal Sharma

KATHMANDU (Reuters) - Uma equipe de alpinistas do Nepal que alcançou pela primeira vez no inverno o topo do K2, o segundo pico mais alto do mundo, voltou ao país para uma recepção de heróis na terça-feira por uma multidão de simpatizantes.

Os 10 homens, que escalaram o pico do K2 de 8.611 metros em 16 de janeiro, atribuíram seu sucesso ao espírito de equipe e à determinação de elevar o orgulho de seu país.

A montanha, que fica na fronteira entre o Paquistão e a China, foi escalada pela primeira vez em 1954, mas nunca no inverno.

"Tivemos sucesso em nosso esforço porque trabalhamos como uma equipe", disse Nirmal Purja, o líder da escalada, em uma cerimônia pública de boas-vindas. "Se nos unimos, conquistamos ... se estivermos divididos, cairemos", acrescentou.

Ele disse que a subida ao K2 foi uma grande conquista para todos os escaladores. "É maior do que vencer a Copa do Mundo."

Purja, de 37 anos, também detém o recorde de escalar as 14 montanhas mais altas do mundo no menor tempo de seis meses e uma semana.

Fãs e familiares colocaram lenços budistas coloridos nos ombros dos escaladores em sua chegada ao único aeroporto internacional do Nepal em Kathmandu.