Altino Junior defende armar trabalhadores e critica fala de Rodrigo Garcia sobre PMs

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O pré-candidato ao Governo de São Paulo Altino Junior (PSTU) defende o armamento "da classe trabalhadora" paulista e nacional e chama o atual governador paulista, Rodrigo Garcia (PSDB), de "irresponsável" pela fala na qual o tucano disse que "bandidos que reagirem e levantarem a arma para a polícia vão tomar bala",

"A ação repressora depende muito da reação de quem você está combatendo", afirmou ele em sabatina realizada pela Folha e UOL na manhã desta sexta-feira (6). "Não dá pra ir atirando de cara, como se fosse uma política de estado."

O metroviário também afirmou que "para a desgraça dos trabalhadores", Lula, Haddad e Alckmin "são o mesmo projeto" para "banqueiros continuarem banqueiros, latifundiários continuarem" e "o país continuar como está".

"O problema da segurança pública não se resolve com armamento [das pessoas]. Mas a população tem que ter o direito de se armar para se contrapor às milícias armadas, ao crime organizado. É uma necessidade", defende Junior.

Mas ele argumenta que a questão da segurança pública só será resolvida se a política atingir "o cerne, que é diminuir a pobreza, a miséria. Quanto mais pobreza e miséria, você alimenta o crime".

Junior também é favorável à desmilitarização da Polícia Militar de SP -mantendo os servidores da categoria nas forças de segurança do estado. "Os soldados teriam direito a uma sindicalização, direito à greve, os seus comandantes deveriam ser eleitos democraticamente. Até para evitar desmandos", afirma ele. "[Com isso] a sociedade [vai] ter controle sobre a polícia para a qual a gente em tese paga pra manter funcionando."

A entrevista com o pré-candidato do PSTU conduzida pela apresentadora Fabíola Cidral, pelo colunista do UOL Leonardo Sakamoto e pela jornalista da Folha Carolina Linhares.

Às 16h desta sexta (6), o petista Fernando Haddad encerra essa série de sabatinas com postulantes ao Governo de SP.

RAIO-X Altino Junior, 55

Formado em matemática pela USP, nasceu em São Luís (MA). Foi presidente do Sindicato de Indústrias Químicas de Pernambuco. Trabalha no Metrô de São Paulo há 25 anos. Foi presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo. Hoje, é coordenador geral do grupo. Participou das manifestações de 2013 contra o aumento das passagens, quando foi preso. Concorreu à Prefeitura de São Paulo em 2016.

CONFIRA AS DATAS DAS SABATINAS E DOS DEBATES

Sabatinas presidenciais

2º turno - de 10 a 14/10

Debates presidenciais

2º turno - 13/10, às 10h

Debate com candidatos à Vice-Presidência

1º turno - 29/9, às 10h

Debate com candidatos ao Senado

1º turno - 27/9, às 10h

Sabatinas com pré-candidatos ao Governo de SP

Fernando Haddad (PT) - 6/5 - 16h 2º turno - de 17 a 21/10

Sabatinas confirmadas em MG

Lorene Figueiredo (PSOL) - 9/5 - 10h Miguel Corrêa (PDT) - 11/5 - 10h Alexandre Kalil (PSD) - 12/5 - 10h Carlos Viana (PL) - 13/5 - 10h Romeu Zema (Novo) não aceitou o convite

Sabatinas confirmadas no RJ

Felipe Santa Cruz (PSD) - 16/5 - 10h Rodrigo Neves (PDT) 18/5 - 10h Anthony Garotinho (União Brasil) - 18/5 - 16h Marcelo Freixo (PSB) - 20/5 - 10h *Cláudio Castro (PL) ainda não respondeu ao convite

Demais sabatinas

Semana de 23/5 - BA Semana de 30/5 - PR Semana de 06/6 - RS Semana de 13/6 - PE Semana de 20/6 - CE Debates com candidatos ao Governo de SP

1º turno - 19/9, às 10h 2º turno - 20/10, às 10h

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos