Lula tinha convocado ato para horário no qual deverá estar preso

Brasília, 5 abr (EFE).- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinha convocado um ato para esta sexta-feira quase na mesma hora em que deverá se apresentar à Polícia Federal, em Curitiba, para cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão, cumprindo a determinação do juiz federal Sergio Moro.

O ato foi convocado duas horas antes de Moro decretar a prisão do ex-presidente, que ontem teve um habeas corpus preventivo rejeitado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por 6 a 5.

"Lula vale a luta", diz o anúncio do evento, que convoca a militância a comparecer na sede do Sindicato de Metalúrgicos em São Bernardo às 18h de amanhã. Moro determinou que o ex-presidente se entregue à Polícia Federal uma hora antes, às 17h.

O ex-presidente soube da decisão de Moro na sede do Instituto Lula, em São Paulo, onde estava reunido com dirigentes do PT. Uma hora depois, Lula partiu para São Bernardo do Campo, sem falar com os dezenas de jornalistas que o acompanhavam. EFE