Altos funcionários norte-coreanos demitidos após 'incidente grave' vinculado à covid-19

·1 minuto de leitura
Foto de arquivo do líder norte-coreano, Kim Jong-un

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, demitiu vários altos funcionários devido a um "grave incidente" no combate contra a pandemia de covid-19, anunciou a agência oficial KCNA nesta quarta-feira (noite de terça 29 em Brasília).

Os funcionários em questão "causaram um grave incidente que representa uma enorme crise para a segurança da nação e de seu povo", declarou Kim durante uma reunião do Politburô, citado pela KCNA, que não forneceu mais detalhes sobre o caso.

Até agora, o regime norte-coreano tem garantido que a pandemia da covid-19 não atingiu seu território. Muitos especialistas duvidam dessa afirmação.

Kim Jong-un, que comanda com punho de ferro um país que tem um sistema de saúde precário, decidiu fechar as fronteiras em janeiro de 2020 para evitar a propagação do novo coronavírus surgido na China, um país vizinho.

A Coreia do Norte está sob sanções internacionais por causa de seu programa nuclear, o que a torna mais isolada do que nunca. O comércio com a China foi drasticamente reduzido e trabalhadores de ajuda humanitária deixaram o país.

Kim Jong-un reconheceu recentemente que a Coreia do Norte enfrenta uma "situação alimentar tensa".

cdl/slb/je/roc/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos