Aluguel de iPhone: saiba quanto deve custar o serviço da Apple

·2 min de leitura
Aluguel de iPhone: informações não foram confirmadas pela Apple (REUTERS/Mike Segar)
Aluguel de iPhone: informações não foram confirmadas pela Apple

(REUTERS/Mike Segar)

  • Apple deve lançar serviço de aluguel de iPhone;

  • Especulações apontam que iPhone 13 chega a custar $ 50 dólares por mês;

  • A longo prazo, compensa adquirir o aparelho.

Depois de revelar que a Apple estaria trabalhando em um projeto de aluguel de iPhones, o jornalista Mark Gurman traz especulações sobre quanto o serviço deve custar aos interessados.

De acordo com ele, o valor gira em torno de $ 35 dólares mensais para o iPhone 13 mais simples – o que, na conversão direta para reais, equivale a R$ 162. O valor, inclusive, é bastante favorável para a Apple, uma vez que gera lucro de 57% sobre o preço da compra do modelo.

Pelas contas de Mark e com base nos valores divulgados, a longo prazo compensa comprar o aparelho do que alugá-lo. Isso porque, em três anos, o consumidor terá pagado US$ 1.260 para alugar o iPhone 13, enquanto poderia ter desembolsado US$ 799 na compra.

Entretanto, especula-se que a Apple oferecerá benefícios extras para ampliar o interesse no serviço. Um deles seria a possibilidade de trocar os celulares pelos modelos mais recentes – algo que também favorece a fabricante, que terá um fluxo constante de iPhones mais antigos que podem ser revendidos.

Quanto custa o serviço de aluguel de iPhone

As informações divulgadas por Mark são as seguintes:

  • iPhone 13: US$ 35/mês – em três anos, o consumidor paga US$ 1.260 de aluguel em vez de US$ 799 na compra;

  • iPhone 13 Pro: US$ 45/mês - em três anos, o consumidor paga US$ 1.660 de aluguel em vez de US$ 999 na compra;

  • iPhone 13 Pro Max: US$ 50/mês - em três anos, o consumidor paga US$ 1.800 de aluguel em vez de US$ 1.099 na compra.

Por enquanto, nada comprovado

O serviço de aluguel ainda não foi oficialmente confirmado pela Apple e não há preços para o mercado brasileiro no momento.

Conforme divulgado pela Bloomberg, os aparelhos poderão ser alugados sem bloqueio e com acesso a serviços premium, como Apple One – que reúne Apple Music, TV+, Arcade, Fitness+ e iCloud – e o plano de proteção AppleCare.

Por enquanto, não há previsão de lançamento ou outros detalhes sobre o funcionamento do projeto. Também se especula se dispositivos mais caros – como Mac Pro e AirPods – entram no rol dos alugáveis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos