Aluna da USP que desviou quase R$ 1 milhão de formatura diz que foi "vítima de golpe"

Alicia Muller já era investigada por golpe de quase R$ 200 mil em lotérica

Aluna deu golpe de quase R$ 1 milhão em colegas na USP - Foto: Divulgação/FMUSP
Aluna deu golpe de quase R$ 1 milhão em colegas na USP - Foto: Divulgação/FMUSP
  • Aluna da USP desviou quase R$ 1 milhão que seriam destinados à festa de formatura de Medicina

  • Ela disse que foi vítima de um golpe de uma investidora

  • Caso está sendo investigado como apropriação indébita pela polícia

A aluna da USP acusada de desviar quase R$ 1 milhão de uma poupança feita por colegas para custear a festa de formatura afirmou que foi "vítima de um golpe".

Alicia Dudy Muller, de 25 anos, manifestou-se por meio de mensagem enviada ao grupo de WhatsApp da comissão organizadora, divulgada nesta segunda-feira (16) pelo portal g1.

No depoimento, ela garantiu que investiu boa parte dos R$ 927 mil arrecadados entre os alunos do curso de Medicina em uma suposta investidora, que, segundo a jovem, aplicou-lhe o golpe.

Ainda de acordo com a justificativa, o restante da quantia foi desembolsado em advogados, contratados por ela justamente para tentar reaver a verba perdida.

"Pessoal, estou escrevendo para dizer que não temos dinheiro. Com toda a dor, culpa e arrependimento que vocês podem imaginar", escreveu. "Nosso dinheiro foi repassado pra Sentinel Bank. Uma 'investidora' que, no fim das contas, não passava de um grande golpe e nunca mais retornou com o dinheiro investido, nem com os rendimentos."

Alicia comunicou que retirou a verba da Ás Formaturas, que cuidava da organização da cerimônia para os alunos, porque a empresa, supostamente, "não tinha depositado o valor do cachê fotográfico nem IGPM corrigido". Não está certo, no entanto, se ela teve apoio de colegas ou agiu sozinha nesta decisão.

"Foi naquele momento que eu pensei que o melhor a fazer era tirar o dinheiro da Ás, porque poderia vir a ser um problema futuro. Eu não tenho experiência em investir, então eu fiz o que parecia óbvio e seguro na época, que era procurar uma investidora."

A aluna terminou a mensagem afirmando que procurou a diretoria da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) em busca de ajuda para financiar a festa. "A minha intenção nunca foi lesar ninguém, pelo contrário."

Entenda o caso

Alunos do curso de Medicina da USP relataram ter sofrido uma fraude que envolve o dinheiro arrecadado para a realização de sua festa de formatura. O caso foi comunicado à polícia e está sob investigação.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) um boletim de ocorrência foi registrado na última terça-feira (10) sobre o caso. Na ocasião, um estudante relatou que o rombo causado pela fraude é de R$ 920 mil.

A nota da SSP informa que "ainda de acordo com a vítima, ele e os demais alunos descobriram a farsa somente na sexta-feira (06/01), quando a própria suspeita teria contado para eles em um grupo no Whatsapp".

O caso foi registrado no 14° DP (Pinheiros) como "apropriação indébita" e encaminhado ao 16° DP (Vila Clementino).

Calote em lotérica

Alicia já era investigada por estelionato e lavagem de dinheiro após um calote dado em uma casa lotérica no bairro de Vila Mariana, também em São Paulo. Na ocasião, ela deu prejuízo de R$ 192,9 mil aos proprietários.

Em abril de 2022, a jovem procurou a tal casa e realizou apostas no valor de quase R$ 20 mil, todas pagas via PIX. Daí em diante, ela passou a fazer várias apostas de alto valor, com custo total de R$ 461 mil.

Três meses depois, Alicia foi novamente ao local e solicitou R$ 891,5 mil em apostas. Questionada sobre o pagamento, ela afirmou que fez um agendamento.

Após insistência da funcionária, a estudante realizou transferência de R$ 891,53, na tentativa de enganá-la. Uma discussão teve início, e Alicia deixou o local com cinco apostas de R$ 38,7 mil cada, totalizando R$ 193,8 mil.