Alunos de cursos técnicos fazem ações de reflorestamento em Niterói

Leonardo Sodré

NITERÓI - Um grupo de 400 jovens do projeto Eco Social, da prefeitura em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), iniciou trabalho de reflorestamento no Córrego dos Colibris, no Parque da Cidade, no Horto do Fonseca e na Ilha do Pontal. As atividades são extracurriculares. A partir de abril, os jovens iniciarão ações nas comunidades onde moram.

Participam do projeto estudantes de Preventório, Holofote, Vila Ipiranga, Cavalão, Vital Brazil, Sousa Soares, Santo Inácio, Morro do Céu, Morro do Arroz, Morro do Estado e São José. Com idades entre 16 e 24 anos, eles recebem bolsa- auxílio no valor de R$ 750 mensais, além de vale-transporte e lanche nos dias de aula. Todos participam das ações ambientais extracurriculares.

— Eles agora vão fazer um trabalho de identificação de perda de água e falta de saneamento, contaminação do solo e descarte irregular de lixo, além de hortas comunitárias nos locais onde moram — diz Anderson Pipico, secretário de Participação Social.

Pamela Conceição, de 19 anos, é moradora do Preventório e participa do projeto.

— Estou aqui para aprender coisas novas e sobre mim, me aperfeiçoando cada vez mais. Não é fácil . Muitos nos colocam como pobres e coitados ou como bandidos e traficantes. O que muitos de nós queremos são oportunidades como essa — diz ela.