Alunos da rede estadual de SP devem fazer avaliação presencial no dia 3

TAYGUARA RIBEIRO
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS - A rede estadual de ensino de São Paulo terá duas provas para analisar o desempenho dos alunos, após mais de sete meses de aulas virtuais e com escolas fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus. A primeira será online e a segunda, presencial. A proposta é que a prova presencial seja realizada no dia 3 de dezembro. Detalhes sobre o teste online não foram informados. Nesta terça (3), os alunos do ensino médio foram autorizados a voltar às aulas na cidade de São Paulo, com um limite de cinco horas diárias na escola. Segundo o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, a prova presencial depende da autorização dos municípios, mas a ideia da gestão João Doria (PSDB) é que todos os alunos realizem o diagnóstico de forma presencial nas escolas. Conforme balanço divulgado na tarde desta segunda, 9.000 alunos de escolas estaduais na cidade de São Paulo foram à escola. O secretário acredita que até a próxima semana, cerca de 1.300 colégios estaduais deverão ter retornado as atividades no ensino médio. O governo de São Paulo autorizou o retorno das atividades escolas, mas cada município tem autonomia para decidir. De acordo com o secretário, 230 cidades já autorizaram o retorno dos estudantes para as atividades escolares. Desde 7 de outubro as escolas reabriram, no entanto, apenas atividades extracurriculares. Na rede municipal, o retorno também foi autorizado parcialmente no mês passado. Nesta terça, os alunos passam a receber o conteúdo normal das disciplinas. O retorno às salas de aula, no entanto, segue facultativo. Quem preferir pode continuar tendo aulas online de casa. Um adolescente de 16 anos, aluno da Escola Estadual Professor Milton da Silva Rodrigues, na Freguesia do Ó (zona norte), disse que resolveu voltar porque considera o reencontro com os amigos e professores importantes. Segundo o estudante, no ensino em casa ele acaba se distraindo, o que não ocorre com o educador na frente da classe. Segundo o secretário, está em avaliação protocolos sanitários para retomar o fornecimento de merenda manipulada aos estudantes. Ele disse ainda que pelo menos 45 mil jovens já decidiram fazer o quarto ano do ensino médio. A participação no novo ano letivo também é opcional. Ao todo, existem 1,3 milhão de alunos no ensino médio no estado de São Paulo.