Alunos são esfaqueados por colega em escola na Ilha do Governador, no RJ

Jovem esfaqueou colegas em escola municipal na Ilha do Governador (Foto: Reprodução/TV Globo)
Jovem esfaqueou colegas em escola municipal na Ilha do Governador (Foto: Reprodução/TV Globo)

Resumo da notícia

  • Aluno de escola na Ilha do Governador esfaqueou colegas na manhã de sexta-feira

  • Três jovens de 14 anos ficaram feridos após o ataques

  • Autoridades aguardam pais do agressor para registrar ocorrência

Três jovens foram esfaqueados na Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, no bairro Jardim Guanabara, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Segundo informações do portal g1, o agressor é um colega das vítimas e também ficou ferido.

Segundo o jornal Extra, o caso aconteceu pela manhã e, às 9h40, o Corpo de bombeiros foram acionados. Em seguida, o Samu e a Polícia Militar também foram chamados.

Os feridos são duas meninas e um menino, todos com 14 anos. Segundo a TV Globo, os três foram levados para o Hospital Municipal Evandro Freire. Uma das vítimas levou facadas no rosto, no pescoço e no abdômen. A Secretaria Municipal de Educação afirmou que os ferimentos de todos os envolvidos foram leves.

Os pais do jovem foram esperados e, quando chegaram na escola, foram com o filho até a 37º DP para registrar a ocorrência. O agressor já tinha dado indícios de distúrbios psicológicos e recebeu uma oferta de ajuda médica por parte da secretaria de educação.

Ainda segundo a Globo, antes de atacar os colegas, o aluno começou a filmar a ação com o celular. Um policial militar observou o que ocorria e interveio.

Após o caso, o policiamento foi reforçado e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, esteve na escola e também foi ao hospital visitar as vítimas.

"Saí agora da Escola Brigadeiro Gomes onde um menino de 14 anos atacou outros colegas. A situação lá está sob controle e com a secretaria de educação prestando auxílio a todos. Estive também no Hospital Evandro Freire e as crianças passam bem e devem ser liberadas ainda hoje", afirmou. "Conversei com todas as crianças e os responsáveis e a prefeitura acompanhará essas famílias prestando todo apoio necessário."

As motivações do ataque não foram esclarecidas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos