Alvo de Flamengo e Inter, Quintero comete gafe no novo time

Meia colombiano ex-River Plate foi apresentado diante de 40 mil torcedores do Junior de Barranquilla

Clube colombiano fez muita festa para receber o ex-River Plate Juan Fernando Quintero. Foto: Jesus Rico/AFP via Getty Images
Clube colombiano fez muita festa para receber o ex-River Plate Juan Fernando Quintero. Foto: Jesus Rico/AFP via Getty Images

A chegada de Juan Fernando Quintero ao Junior de Barranquilla deixou os torcedores do clube colombiano empolgados. Mais de 40 mil pessoas compareceram ao Estádio Metropolitano Roberto Meléndez para vê-lo vestindo a camisa do “Tubarão”.

Foi um dia de festa em Barranquilla em que os torcedores tentaram dar todo o ânimo ao canhoto para este novo desafio que se inicia. No entanto, houve um momento que causou ansiedade e ridicularização através das redes sociais.

Leia também:

Quintero, em meio às atividades que aconteceram diante das diversas arquibancadas, teve que bater um pênalti. O goleiro não era o uruguaio Mario Sebastián Viera que agora será companheiro de time.

Quem estava debaixo das traves era Willy, o Tubarão que atua como mascote do Junior. Diante dos olhares de torcedores, cinegrafistas de televisão e fotógrafos de diversos meios de comunicação, o jogador se preparou para chutar, mas acabou acertando a bola na trave, mesmo com o goleiro improvisado que usava uma fantasia inflável e que ficou o tempo todo parado.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O meio-campista de 28 anos que recebeu a camisa 10 para dar continuidade ao legado de lendas do clube como Carlos 'Pibe' Valderrama e Giovanni Hernández, mostrou um certo constrangimento com a situação.

Depois de errar a cobrança, o jogador que deixou o River Plate e esteve na mira do Flamengo e do Internacional, teve outra chance e fez o gol.

Quintero, que completa 30 anos nesta quarta-feira (17), assinou contrato com o time que vai disputar a Copa Sul-Americana até o fim desta temporada. Ele deixou o River Plate onde foi um dos principais nomes da conquista do título da Libertadores de 2018.