Américas já registraram mais de 100 milhões de casos de Covid-19, diz Opas

·2 min de leitura

Mais de 100 milhões de casos de Covid-19 foram registrados nas Américas desde o início da pandemia. Na semana passada, o aumento do número de contaminações nos Estados Unidos gerou um crescimento de 36% nas infecções na América do Norte. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (22) pela Opas (Organização Pan-Americana da Saúde).

De acordo com dados da Opas, o escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante ômicron, que representou 73% dos casos de Covid-19 nos Estados Unidos na semana passada, já foi detectada em 18 outros países e territórios americanos: Argentina, Bermuda, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Guadalupe, Guiana Francesa, Ilhas Cayman, México, Panamá, Peru, Porto Rico, Saint Martin e Trinidad e Tobago.

Segundo o órgão, houve diminuição das infecções na América Central e do Sul, mas foi constatado um aumento no Caribe. Na América do Sul, as infecções por Covid-19 caíram 10,7%, e as mortes 6,3%. Apesar disso, a Bolívia registrou um crescimento nas infecções, que também aumentaram no Equador e na Argentina, de acordo com um comunicado.

A tendência de queda de casos continua na América Central, que já registrou uma diminuição de 10,8%, enquanto no Caribe o aumento é de 16%. "Os países devem manter suas medidas de saúde pública para limitar a transmissão do vírus e ajustá-las de acordo com os riscos locais" de disseminação, disse a diretora da Opas, Carissa Etienne, citada no comunicado.

OMS alerta para distribuição desigual de vacinas

Ômicron causaria menos hospitalizações


Leia mais

Leia também:
Risco de hospitalização por ômicron é 45% menor que por delta, diz estudo britânico
Covid-19: Espanha enfrenta falta de testes às vésperas das festas de fim de ano
Covid-19: para desacelerar variante ômicron, Alemanha limita convidados em festas de Réveillon

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos