Amarante apresenta disco novo, lançado na pandemia, no Circo Voador em setembro

Rodrigo Amarante já tem data para apresentar pela primeira vez no Brasil seu novo disco “Drama”, que foi lançado durante a pandemia e muitíssimo aguardado nos palcos brasileiros: dia 9 de setembro, sexta-feira, no Circo Voador. As vendas começam na próxima quinta, dia 14 de julho, no site da Eventim e na bilheteria do Circo. O primeiro lote custará R$ 70.

"Eu senti muita falta de olhar pra quem me escuta, ouvir com os olhos, cheirar com os ouvidos, de estar lá. Essa alegria me serve demais, entregar em mãos, ainda mais em casa. É como a manga madura no verão carioca, que só conhece o gosto, ainda com os beiços salgados da praia, quem por lá se apresenta. Agora sim! Até já", diz Amarante.

Crítica: Imerso em seu próprio universo, Rodrigo Amarante faz um disco de balanços e melancolias

Para compor o álbum, gravado em Los Angeles, onde ele mora, o carioca revisitou ecos da infância, do momento de transição de menino para homem e do paradigma do patriarcado... Respondeu transformando “birras sentimentais” em arranjos ainda mais elaborados, sensíveis, “cheios de violinos, cravos, contrapontos”, contou ao GLOBO, em entrevista no ano passado.

São coleções de 11 faixas construídas em ambientes de intimidade, com sonoridades algumas vezes lo-fi, outras cristalinas. Diferente de “Cavalo”, lançado há sete anos, o disco é um pouco mais marcado pela simplicidade e descontração, pelo deixar-correr, em seu conjunto triste/alegre de canções.

A banda estrangeira enxuta é formada por “Lucky” Paul Taylor (bateria), Todd Dahlhoff (baixo) e Andres Renteria (congas). No repertório, tem espaço para o carimbó “Maré”, que fala de Iaiá, pierrô e arlequim; para a bossa lounge “Tara” e para “Tanto”, canção com elaboração poética e um DNA hermano. A segunda metade do disco concentra as canções mais melancólicas, como a levemente gótica “I can’t wait”, a sentimental “Um milhão” e a convenientemente intitulada “The end”, que encerra o álbum em inglês, com piano e cordas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos