Startup que une roupas a dados começa expansão pelo país

Amaro Guide Shop no Shopping Higienópolis em SP. Foto: Maira Acayaba/Amaro/Divulgação

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Varejista que une lojas físicas às compras digitais utilizou informações já coletadas para decidir em quais estados brasileiros inaugurar próximas unidades

  • Grupo tem 15 guide shops e abre unidade em Brasília em 2020

Criada há sete anos como comércio eletrônico de roupa e acessórios, a startup Amaro, que tem investido na criação de lojas em ruas e shopping centers desde 2015, agora trabalha para começar a explorar regiões além do Sudeste e do Estado do Paraná já para este ano e ano que vem.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Ao todo, o negócio tem 15 centros de compras guiadas (ou guide shops) em Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Já para as próximas semanas, a startup deve ocupar mais espaços no Sul do país com uma unidade em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Em 2020, quer chegar ao Centro-Oeste com a abertura de uma unidade em Brasília.

Leia também

As lojas físicas equivalem a um quarto das vendas totais da Amaro. Perante um comércio eletrônico que já vale mais de R$ 50 bilhões no Brasil, e que cresce, mas ainda representa menos de 5% das vendas no país, elas representam uma estratégia mais sólida. Nos Estados Unidos, há o dobro da porcentagem nas vendas online.

As guide shops atuam como uma espécie de ponto de atração para compradoras de primeira viagem e para a experimentação de acessórios, calçados, lingerie, roupas, roupas de praia e roupas esportivas. Nelas, os clientes realizam a compra não por caixas comuns, mas computadores instalados nas lojas físicas.

Com isso, a Amaro fica com os dados em mãos e já acostuma consumidores ao processo de compra online. Nas próximas compras, em geral, recorrem à loja virtual da Amaro.

As localidades campeãs de compras no e-commerce da Amaro, pela ordem, são São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Curitiba, Brasília e Porto Alegre.