Amazon busca aprovação dos EUA para mais 4.500 satélites para projeto de internet

·1 min de leitura

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - A Amazon.com está buscando aprovação dos reguladores de comunicações dos Estados Unidos para implantar mais de 4.500 satélites em seu projeto de internet rápida global.

A empresa havia dito anteriormente que planejava investir pelo menos 10 bilhões de dólares para lançar 3.236 desses satélites por meio do programa "Projeto Kuiper". Na noite de quinta-feira, a companhia pediu a aprovação da agência de comunicações dos EUA (FCC) para implantar um total de 7.774 satélites.

Na segunda-feira, a Amazon pediu a aprovação da FCC para lançar e operar dois protótipos de satélites até o final de 2022.

A Amazon disse em seu pedido que os satélites "atenderao residências, hospitais, empresas, agências governamentais e outras organizações em todo o mundo, inclusive em áreas geográficas onde ainda falta banda larga confiável".

"Embora a conectividade tenha melhorado globalmente, apenas 51% da população global e 44% da população dos países em desenvolvimento estão online", afirmou a empresa no pedido.

Em 2020, a FCC aprovou o plano do Projeto Kuiper para a constelação de satélites em órbita baixa da Amazon. O plano compete com a rede Starlink que está sendo construída pela SpaceX, do bilionário Elon Musk.

A Amazon acusou Musk recentemente de ignorar uma série de regras impostas pelo governo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos