Amazon tem planos de abrir 260 supermercados

·2 min de leitura
(Photo by Leon Neal/Getty Images)
Primeira filial da loja Amazon Fresh, em Londres (Photo by Leon Neal/Getty Images)
  • Empresa quer expandir sua presença física no Reino Unido

  • Apesar de grande investimento, Amazon se encontra atrasada na abertura de novas lojas

  • Presença física no varejo levará consumidores para o e-commerce, diz analista britânico

A Amazon está com planos de abrir centenas de supermercados e invadir esse setor comercial no Reino Unido dentro dos próximos três anos.

Estão planejados mais de 260 estabelecimentos até o fim de 2024. Mais exatamente, serão 60 em 2022, 100 em 2023 e 100 em 2024.

Segundo documentos internos, todos os supermercados serão compostos por caixas de autoatendimento. Os documentos revelam que os planos se estendem a outras nações europeias, como Espanha, Alemanha e Itália.

Leia também:

O que quer a Amazon

O objetivo da nova investida parece ser competir diretamente com outras grandes redes comerciais das Ilhas, como Tesco, Co-op e Sainsbury's.

“Em 2023 e 2024, estamos planejando 100 lançamentos de lojas por ano, em linha com os programas de abertura mais agressivos alcançados por lojas de conveniência no Reino Unido nos últimos cinco anos, Tesco's, Sainsbury's e Co-op ultrapassaram 100 inaugurações por ano."

Entretanto, fontes internas apontaram dificuldades da companhia para atingir os objetivos. Apenas seis das 26 lojas que estão planejadas para abrirem até o fim deste ano se encontram funcionando.

Não é segredo que a Amazon tem ambições de entrar no mercado de supermercados do Reino Unido, bem como em outros mercados ao redor do mundo.

Em julho, a empresa contratou Tony Hoggett, um dos principais executivos da Tesco, para administrar suas lojas físicas.

Ross Hindle, analista do setor de varejo da Third Bridge, chamou a decisão da Amazon de "um movimento tipicamente agressivo e calculado''.

“A Amazon tem em vista se tornar uma empresa física para aumentar sua presença no mercado de alimentos do Reino Unido. Apesar de já ter uma presença online de supermercados, o ritmo de crescimento das vendas não foi tão acelerado como alguns poderiam esperar. Desenvolver uma presença física no varejo é a maneira da Amazon de trazer mais pessoas para seu ecossistema on-line e, em última análise, impulsionar as vendas gerais", disse Hindle.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos