Ambientalistas colam as mãos em obra de Botticelli pintada há 540 anos, na Itália; veja vídeo

Manifestantes de um grupo ambientalista colaram as próprias mãos no vidro que protege uma obra do artista italiano Sandro Botticelli, que está em exibição em um museu de Florença. A ação foi organizada por ativistas do Ultima Generazione (Última Geração). Um homem e duas mulheres que participaram do ato foram retirados do local pela polícia.

O próprio grupo filmou a ação e compartilhou nas redes sociais. As imagens mostram duas pessoas colando a mão no vidro que protege a obra "A Primavera", pintada há 540 anos por Botticelli.

Uma terceira ambientalista se aproxima com uma faixa com os dizeres: "Ultima Generazione No Gas No Carbone (Última Geração, Sem Gás, Sem Carvão)”.

Pouco depois, os seguranças do museu Uffizi retiram os manifestantes à força. De acordo com o Corriere Della Sera, o trio foi denunciado e está impedido de voltar a Florença pelo prazo de três anos.

Em uma postagem no Twitter, o grupo afirma que "se o clima entrar em colapso, toda a civilização como a conhecemos entra em colapso. Não haverá mais turismo, nem museus, nem arte".

Outra publicação diz que "ainda temos tempo de nos salvar, mas o governo não vai agir sem um empurrão popular muito forte. É hora de parar com os combustíveis fósseis. As alternativas existem! Junte-se à resistência civil!"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos