AMD ganha aprovação antitruste da UE por aquisição de US$35 bi da Xilinx

·1 minuto de leitura

BRUXELAS (Reuters) - A designer de semicondutores Advanced Micro Devices (AMD) garantiu a aprovação antitruste incondicional da União Europeia para sua oferta de 35 bilhões pela Xilinx.

A AMD anunciou o acordo em outubro do ano passado, intensificando sua batalha com a rival Intel no mercado de chips para data centers.

A Comissão Europeia disse que não encontrou nenhum problema após uma revisão preliminar.

"A transação proposta não levantaria problemas de concorrência no Espaço Econômico Europeu, dada a ausência de sobreposições horizontais e relações verticais entre as atividades das empresas", disse o responsável pela concorrência do bloco europeu.

Também acrescentou que a empresa resultante da fusão não teria incentivos para excluir fornecedores rivais de unidades centrais de processamento (CPUs) e unidades de processamento gráfico (GPUs) e a presença de fornecedores alternativos.

(Reportagem de Foo Yun Chee)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos