Ameaça de boicote paira sobre Cúpula das Américas; Biden e Bolsonaro terão bilateral

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, espera que a IX Cúpula das Américas estabeleça novas bases com os governos da América Latina e do Caribe. Mas o evento começa na segunda-feira (6) sobre areia movediça, devido às ameaças de boicote de países como o México e as tensões relacionadas com a crise migratória na região.

Faltando apenas dois dias para sua abertura do encontro em Los Angeles, cidade que abriga a maior comunidade hispânica dos Estados Unidos, o anfitrião ainda não revelou a lista de governantes convidados, que se tornou "a lista de divergências". A insinuação de Biden há algumas semanas, de que não convidaria Cuba ou os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Nicarágua, Daniel Ortega, abriu a "caixa de Pandora".

México, Bolívia, Guatemala, Honduras e o bloco caribenho de 14 nações colocaram em dúvida sua participação caso esses países fossem excluídos. Washington alega que o motivo seria o não cumprimento da Carta Democrática Interamericana. Não seria a primeira vez que Cuba participaria de uma dessas cúpulas. O representante de Havana esteve presente nas duas últimas edições.

Após uma certa hesitação, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, confirmou sua participação no encontro e terá, em algum momento do evento, sua primeira reunião bilateral com Biden. Os dois líderes discutirão questões bilaterais e globais, insegurança alimentar, resposta econômica à pandemia, saúde e aquecimento global, já que "todas as prioridades da cúpula são áreas nas quais o Brasil desempenha um papel incrivelmente importante", declarou Juan Gonzalez, principal conselheiro da Casa Branca para as Américas.

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
O que os EUA devem fazer para que a Cúpula das Américas não seja um fiasco?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos