Ameaçado de morte, Nego Di diz que filho não pode ir mais para a escola

Redação Vida e Estilo
·1 minuto de leitura

Convidado do 'Mais Você' com Ana Maria Braga, Nego Di desabafou sobre seu índice recorde rejeição e confessou que foi um baque sair tão odiado do 'BBB21'.

"É um baque, pensava que tivesse a possibilidade de sair, mas nunca pensei que fosse tanto. Quando estamos lá dentro não temos noção de nada, só conseguimos ter a perspectiva das conversar das quais participamos. Ficamos cegos em determinadas situações", explicou o brother, que saiu da casa com 98,76% dos votos.

Nego Di também desabafou sobre as ameaças de morte que recebeu, e afirmou que sua família decidiu tirar seu filho da escola. "Me vi devastado quando saí e vi artistas que sempre fui fã fazendo campanha contra mim e julgando meu caráter por algo que eles não sabem. Recebi muitas ameaças de morte, meu filho não pode mais ir para a escola. As pessoas não tem noção do quão cruel pode ser a internet, porque eu não acredito que fiz algo para ser ameaçado de morte. Minha mãe está com medo de andar na rua, medo pela minha segurança. Eu fui eu mesmo lá dentro, pelo que o jogo se apresentou pra mim. Eu reconheço que errei demais, mas não sou essa pessoa ruim. Eu estava tentando correr atrás do meu sonho, crescer como pessoal e como profissional", afirmou.

Leia também:

Sobre sua amizade com Karol Conká e Lumena, Nego Di surpreendeu ao dizer que se sentiu manipulado. "Eu caí no grupo errado, me senti usado. Pensei que eu fosse um bom jogador. Cheguei a falar com a Karol sobre a militância, mas ela me mostrou que precisava ser assim. Eu tentava me posicionar no lado das meninas. Cheguei a falar com a Karol que a Lumena era muito radical. Você decide confiar nas pessoas erradas".