Americana de 105 anos bate recorde mundial nos 100 metros: 'eu queria menos de um minuto'

·1 min de leitura

BATON ROUGE — Mais um recorde para a lista de conquistas da americana Julia "Hurricane" Hawkins, de 105 anos. Depois de ter estabelecido o recorde mundial nos 100 metros rasos em 2017, quando recebeu o apelido de "furacão", a idosa bateu 1:02:95 nos Jogos Sêniores do Louisiana, no último domingo.

No entanto, o tempo registrado na competição não a deixou muito satisfeita. Ela queria ter sido ainda mais rápida. — Foi maravilhoso ver tantos familiares e amigos, mas eu queria fazer isso em menos de um minuto — disse ao The Guardian após o fim da corrida.

Julia Hawkins começou a correr aos 100 anos, depois de conquistar diversas medalhas de ouro no ciclismo, que praticava desde os 80. Quando, segundo ela, não sobrou "mais ninguém da idade para competir", Julia abandonou a categoria e decidiu se dedicar à corrida.

O recorde estabelecido por Hawkins em 2017 foi batido em setembro, pela atleta sênior Diane Friedman. Depois disso, ela resolveu competir por uma nova categoria de idade.

— Amo correr e adoro ser uma inspiração para os outros. Quero continuar correndo o máximo que puder. Minha mensagem para os outros é que você deve permanecer ativo se quiser ser saudável e feliz à medida que envelhece — disse a atleta.

Julia nasceu em 10 de fevereiro de 1916. Ela tem quatro filhos, três netos e um bisneto. Casou por telefone com seu falecido marido, Murray, durante a Segunda Guerra Mundial, e esteve junto dele até a morte, quando tinham 70 anos de casamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos