Americanas consegue desbloquear R$ 1,2 bilhão do BTG

A Americanas obteve vitória contra o BTG e conseguiu o desbloqueio do valor de R$ 1,2 bilhão. A decisão é do desembargador Flavio Horta Fernandes, do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ). A informação foi atencipada por Lauro Jardim em seu blog.

Americanas: CVM pede explicações sobre risco sacado a nove varejistas e atacadistas

A novela da Americanas: Veja tudo que você precisa saber sobre a crise na empresa

Na decisão, o magistrado diz que "os recursos serão utilizados somente para a atividade fim e sob direta gestão dos Administradores Judiciais até o julgamento do mérito do Mandado de Segurança".

O desembargador disse que tomou a decisão tendo como base a recuperação judicial da empresa, conferida pela Justiça na última quinta-feira.

Crise na Americanas: representante da empresa se reúne pela primeira vez com sindicatos

Além do BTG, a Americanas obteve vitória também contra o Votorantim e o banco Safra, que juntos tinham bloqueados cerca de R$ 300 milhões da Americanas. Porém, a vitória foi parcial. A Justiça determinou que esses valores sejam depositados judicialmente até que o caso seja julgado em definitivo.

Na decisão, o juiz Luiz Alberto Carvalho Alves, da 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, destacou que o bloqueio dos recursos prejudica o capital de giro da varejista.

Americanas: Santander pede à Justiça acesso a e-mails e até WhatsApp de executivos

A Americanas vem sendo alvo de uma série de ações de bancos credores que estão pedindo na Justiça que o processo de recuperação judicial seja suspenso. O Safra tentou, mas o pedido foi negado pelo TJ.

O Santander também entrou com ação similar. O banco pediu ainda que diretores, membros do Conselho de Administração, Fiscal e do Comitê de Auditoria da Americanas, que passaram pela companhia nos últimos dez anos, sejam obrigados a depor sobre a descoberta das "inconsistências contábeis" de R$ 20 bilhões nos balanços.

As "inconsistências" estão na origem da crise que levou a Americanas a entrar em recuperação judicial na última quinta-feira.